Bem Vindo

sexta-feira, 23 de junho de 2017

SÃO JOÃO DE FORTALEZA 2017 - ATERRO PRAIA DE IRACEMA

O São João de Fortaleza 2017 ocupará Aterro da Praia de Iracema, em Fortaleza neste fim de semana. O evento é gratuito e contará com infraestrutura de grande porte, reunindo 21 atrações no palco principal.
O São João de Fortaleza 2017, uma realização do Sistema Verdes Mares com patrocínio da Prefeitura de Fortaleza e do Governo do Estado do Ceará, foi idealizado com o objetivo de promover a cultura e incrementar o entretenimento local. O público será beneficiado com um evento que contará com Arena Show, Quadrilhas Juninas, Cidade Cenográfica e Espaço Gastronômico com comidas típicas.
Além de segurança privada, o São João de Fortaleza contará com a parceria dos órgãos públicos como Polícia Civil, Militar, Guarda Municipal, Juizado da Infância e Juventude, Corpo de Bombeiros, SAMU, AMC, Batalhão de Policiamento de Eventos, Emlurb, Etufor, Regional II, Secretaria de Segurança Pública e Vigilância Sanitária.
A beleza das quadrilhas cearenses estará presente em um espaço dedicado aos amantes das apresentações culturais, o quadrilhódromo. Quatro quadrilhas, por noite, se apresentarão em uma linda arena com decoração temática e arquibancadas montadas para que o público possa apreciar com conforto os espetáculos regionais.
  • Sexta-feira (23)
  • Rainhas da Farra
  • Iara Pâmella
  • Igor Guerra
  • Binha Cardoso
  • Pedro e Benício
  • Cristian Fernandes
  • Israel Novaes
  • Sábado (24)
  • Italo e Renno
  • Kbra da Peste
  • Chico Pessoa
  • Marcinho
  • Taty Girl
  • Clauber Maryano
  • Jefferson Moraes
  • Domingo (25)
  • Forró Real
  • Marcos Lessa
  • Fabinho Varela
  • Ricardo Dual
  • Matheus e Kauan
  • Andrezim de Ouro
  • Nathan Lokêta

quinta-feira, 15 de junho de 2017

PROJETO: ADOTE UMA OFICINA DO ORQUIDÁRIO UFC.

PROJETO: ADOTE UMA OFICINA DO ORQUIDARIO UFC



https://www.facebook.com/orquidarioufc/

Venho por meio desta solicitar de empresas e/ou pessoas físicas a adoção de uma oficina, a ideia e conseguirmos recursos ou produtos para nos auxiliar a levantar apoio para as oficinas mensais. Lembrando que todos somos voluntários para a realização desta ação.
Temos ainda 6 oficinas ja marcadas neste ano.
Precisaríamos de Uniformes (Camisa com um bordado da empresa);
Lanche para os voluntários;
Produtos para sorteios ao final das oficinas.
Divulgaremos a empresa e produtos nas 3 oficinas do dia e pelo FACEBOOK alem do Instagram e Folhetos informativos.
Ajude-nos a ajudar quem mais precisa como as entidades Lar Torres de Melo, Lar amigo de Jesus, Lar Tres Irmas, etc...

Obrigado equipe CEFLOR-ORQUIDARIO UFC (PREX-UFC)

sexta-feira, 26 de maio de 2017

Senado Federal; Comissão de Assuntos Sociais e o Projeto de Lei que regulamenta a profissão de Operador de Telemarketing. 2017.

Urgência para projeto que humaniza trabalho de telemarketing

Existe no Brasil mais de um milhão de trabalhadores/as que atuam em empresas de teleatendimento – call centers. Apesar de ser um setor muito rentável, os/as teleoperadores/as – em sua grande maioria jovens no primeiro emprego -, são mal remunerados e sofrem de doenças ocupacionais físicas e emocionais, além da alta rotatividade no emprego (demissões sem justificativa)..

O PLC 12/2016 (PL 2673/2007) trata da organização da jornada semanal que não deve ultrapassar as 6 horas diárias e a jornada parcial de 4 horas, sem que haja redução proporcional ao valor do salário mínimo. Estabelece folga semanal de um sábado ou um domingo e folga mensal de pelo menos um final de semana inteiro (sábado e domingo juntos).
As pausas de descanso intrajornada de trabalho pasariam a ser de 10 minutos a cada 50 minutos de trabalho, sem prejuízo do intervalo obrigatório para repouso e alimentação. Ou seja, o PLC é similar ao Anexo II da NR 17 que por não ter força de lei, muitas empresas descumprem. Daí o motivo de uma lei que regulamente a profissão de teleoperador e as suas respectivas especifidades.


quinta-feira, 25 de maio de 2017

Betinho PRB : OPERADOR DE TELEMARKETING É ORFÃO DE PAI E MÃE. Estamos Só.



Internet
Brasília (DF) – O vereador Betinho, líder do PRB na Câmara Municipal de Campo Grande (MS), esteve em Brasília na última terça-feira (14), onde cumpriu uma agenda de reuniões com deputados republicanos e demais parlamentares.

Dentre os compromissos em prol da população campo-grandense, o vereador esteve reunido com o deputado Ademir Camilo (Pros-MG), autor do Projeto de Lei 6875/13, que regulamenta a profissão de operador de telemarketing e propôs emendas que irão favorecer à categoria. Para contemplar os operadores de telemarketing, Betinho sugeriu que o autor do texto inclua pausa de 30 minutos de descanso (hoje são 20) a estes trabalhadores, bem como as empresas passem a serem obrigadas a oferecer garrafinhas para água (Squeeze) a todos seus funcionários, além do pedido para que a ginástica laboral seja inserida dentro da jornada de trabalho.

“O telemarketing é uma das profissões que mais crescem no Brasil e no mundo, e precisa de um olhar especial. É uma profissão que vem empregando muito, gerando emprego e renda em um momento em que estamos passando por uma crise muito grande.  O setor de call center precisa de uma atenção especial até pelo alto índice de estresse que há. Uma medida publicada em 2007, incluiu a pausa de 20 minutos, o que foi um avanço, porém este tempo ainda não é o ideal”, destacou Betinho.
Conhecedor da profissão, Betinho trabalhou quase 10 anos no setor como técnico de segurança do trabalho e diz que se suas indicações forem aceitas, será um ganho para a classe não só em Mato Grosso do Sul, mas em todo o país.

“Incluindo estas sugestões os profissionais terão um tempo melhor e isso vai evitar problemas com a saúde, que ocorre com frequência com quem trabalha no setor de call centers. Vimos na pessoa do deputado Ademir Camilo uma esperança de que este projeto possa ter andamento na Câmara dos Deputados e possa ser aprovado, que é o que nós mais queremos”, ressaltou o parlamentar republicano.

Betinho foi recebido pelo presidente nacional interino do PRB, senador Eduardo Lopes (RJ), que deu apoio ao vereador. “Me comprometi a conversar com os deputados em busca de melhores condições de trabalho para a categoria”, disse o senador. O vereador também debateu o tema com os deputados Celso Russomanno (SP) e Alan Rick (AC), ambos do PRB, que o apoiaram a iniciativa.

O telemarketing emprega, atualmente, 1,4 milhão de pessoas no Brasil. No Mato Grosso do Sul, cerca de 15 mil trabalhadores atuam no setor.  “Temos que gerar emprego e renda neste momento tão difícil que o país está passando, mas não devemos abrir mão da qualidade que está sendo oferecida ao trabalhador. Se não daqui a pouco ele adoece e acaba tendo outros prejuízos, que, inclusive, podem conflitar com a Previdência, que é uma das pautas em discussão nacional”, finalizou Betinho.

Texto: Agência PRB Nacional

Operador Telemarketing Salário: São Paulo R$ 1.076,20 e Ceará R$ 880,00( Janeiro a Julho de 2017.) UM CRIME.

 

 

LEI Nº 16.402, DE 30 DE MARÇO DE 2017

Revaloriza os pisos salariais mensais dos trabalhadores que especifica, instituídos pela Lei nº 12.640, de 11 de julho de 2007

O GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO:
Faço saber que a Assembleia Legislativa decreta e eu promulgo a seguinte lei:
Artigo 1º - Os incisos I e II do artigo 1º da Lei nº 12.640, de 11 de julho de 2007, passam a vigorar com a seguinte redação:
“Artigo 1º - ..............................................................
..................................................................................
I - R$ 1.076,20 (mil e setenta e seis reais e vinte centavos), para os trabalhadores domésticos, serventes, trabalhadores agropecuários e florestais, pescadores, contínuos, mensageiros e trabalhadores de serviços de limpeza e conservação, trabalhadores de serviços de manutenção de áreas verdes e de logradouros públicos, auxiliares de serviços gerais de escritório, empregados não especializados do comércio, da indústria e de serviços administrativos, cumins, “barboys”, lavadeiros, ascensoristas, “motoboys”, trabalhadores de movimentação e manipulação de mercadorias e materiais e trabalhadores não especializados de minas e pedreiras, operadores de máquinas e implementos agrícolas e florestais, de máquinas da construção civil, de mineração e de cortar e lavrar madeira, classificadores de correspondência e carteiros, tintureiros, barbeiros, cabeleireiros, manicures e pedicures, dedetizadores, vendedores, trabalhadores de costura e estofadores, pedreiros, trabalhadores de preparação de alimentos e bebidas, de fabricação e confecção de papel e papelão, trabalhadores em serviços de proteção e segurança pessoal e patrimonial, trabalhadores de serviços de turismo e hospedagem, garçons, cobradores de transportes coletivos, “barmen”, pintores, encanadores, soldadores, chapeadores, montadores de estruturas metálicas, vidreiros e ceramistas, fiandeiros, tecelões, tingidores, trabalhadores de curtimento, joalheiros, ourives, operadores de máquinas de escritório, datilógrafos, digitadores, telefonistas, operadores de telefone e de “telemarketing”, atendentes e comissários de serviços de transporte de passageiros, trabalhadores de redes de energia e de telecomunicações, mestres e contramestres, marceneiros, trabalhadores em usinagem de metais, ajustadores mecânicos, montadores de máquinas, operadores de instalações de processamento químico e supervisores de produção e manutenção industrial.” (NR);
II - R$ 1.094,50 (mil e noventa e quatro reais e cinqüenta centavos), para os administradores agropecuários e florestais, trabalhadores de serviços de higiene e saúde, chefes de serviços de transportes e de comunicações, supervisores de compras e de vendas, agentes técnicos em vendas e representantes comerciais, operadores de estação de rádio e de estação de televisão, de equipamentos de sonorização e de projeção cinematográfica.” (NR).
...................................................................................
...................................................................................
Artigo 2º - Esta lei entra em vigor no primeiro dia do mês subsequente ao da data de sua publicação.
Palácio dos Bandeirantes, 30 de março de 2017
GERALDO ALCKMIN
José Luiz Ribeiro
Secretário do Emprego e Relações do Trabalho
Marcos Antonio Monteiro
Secretário de Planejamento e Gestão
Samuel Moreira da Silva Junior
Secretário-Chefe da Casa Civil
Publicada na Assessoria Técnica da Casa Civil, aos 30 de março de 2017.

segunda-feira, 22 de maio de 2017

GRUPO JBS A CORRUPÇÃO COMPENSA ? LAVA JATO NELES...



O Supremo Tribunal Federal (STF) divulgou há pouco a íntegra da delação premiada dos empresários Joesley e Wesley Batista, donos do grupo JBS, controlador do frigorífico Friboi. A medida foi tomada após o ministro Edson Fachin homologar os depoimentos, firmados com a Procuradoria-Geral da República (PGR). São cerca de 2 mil páginas. As oitivas foram gravadas em vídeo.

Ontem (18), após retirar o sigilo dos depoimentos, o STF divulgou o áudio gravado pelo empresário Joesley Batista em uma reunião com o presidente Michel Temer. A prova faz parte da investigação que foi aberta contra o presidente na Suprema Corte. Também foram citados os senadores Aécio Neves (PSDB-MG) e Zezé Perrella (PMDB-MG), além da ex-presidenta Dilma Rousseff e o ex-ministro Guido Mantega.

fonte:http://agenciabrasil.ebc.com.br/politica/noticia/2017-05/delacao-de-donos-da-jbs-e-divulgada-pelo-stf-e-tem-cerca-de-2-mil-paginas.http://agenciabrasil.ebc.com.br/politica/noticia/2017-05/delacao-de-donos-da-jbs-e-divulgada-pelo-stf-e-tem-cerca-de-2-mil-paginas


Entra em vigor a lei que aperta o cerco contra corruptos e corruptores.(2014)



Pela primeira vez, as empresas serão punidas por corrupção em contratos com a administração pública. A cobrança de propina deixará de ser problema exclusivo de funcionários.
A chamada lei anticorrupção estabelece que: as multas podem chegar a 20% do faturamento anual bruto, quando não for possível determinar o faturamento, o valor pode ir de R$ 6 mil a R$ 60 milhões; as empresas correm o risco de ficar sem contratos com municípios, estados e a união e sem empréstimos de bancos públicos; em caso de reincidência, podem até ser fechadas; e as punições estão previstas mesmo se a empresa desconhecer o envolvimento de seus funcionários com corrupção.

A legislação, que começou a valer hoje, cerca os dois lados do problema: o do corrupto, que aceita fraudar contratos, e o do corruptor, que oferece a propina. É uma mudança de paradigma que coloca em jogo o patrimônio dos empresários para garantir que o dinheiro desviado seja ressarcido.
A lei prevê penas mais duras para empresas que forem negligentes no combate à corrupção e atenuantes para aquelas que denunciarem o problema e colaborarem com investigações.
O promotor Arthur Pinto de Lemos Júnior, que investiga crimes financeiros, destaca que a nova legislação não atinge apenas o caixa, mas também a imagem das empresas, porque as condenações serão divulgadas. “A publicação dessas decisões condenatórias, de forma a informar a sociedade os atos infracionais praticados por elas e, ao mesmo tempo, o mesmo fato deverá ser levado à apreciação do poder judiciário que poderá impor uma pena capital, uma pena de morte a essas pessoas jurídicas. Elas deixam de existir”.
 fonte:http://g1.globo.com/jornal-da-globo/noticia/2014/01/entra-em-vigor-lei-que-aperta-o-cerco-contra-corruptos-e-corruptores.html

quinta-feira, 18 de maio de 2017

XI Encontro Brasileiro de Palácios, Museus-Casas e Casas Históricas




XI ENCONTRO BRASILEIRO DE PALÁCIOS, MUSEUS-CASAS E CASAS HISTÓRICAS


Heranças culturais: testemunhos materiais e imateriais no museu-casa histórica
São Paulo, 10 a 12 de junho de 2017
Itu, 17 de junho de 2017


Tradicionalmente, todos os anos, desde 2007, palácios e museus-casas históricas brasileiros reúnem-se em São Paulo com o objetivo de refletir sobre temas importantes para melhorar as boas práticas nessas instituições.
O XI Encontro Brasileiro de Palácios, Museus-Casas e Casas Históricas, concomitante às comemorações do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, oferece ações culturais que incluem conferências, debates, música e literatura, além das tradicionais visitas a museus-casas na capital paulista. Trata-se de uma oportunidade de reexaminar as nossas tradições e raízes históricas, desde os povos indígenas, a chegada dos portugueses e, ao longo do tempo, o fluxo de imigrantes de diversas partes do mundo e das migrações internas entre as regiões brasileiras, sob a perspectiva dessas heranças no museu-casa histórica – do patrimônio arquitetônico às coleções e à imaterialidade a eles associada.

E, a partir das casas históricas transformadas em museus, o tema deste ano promove uma reflexão sobre “Heranças culturais: testemunhos materiais e imateriais no museu-casa histórica”, estruturado em dois eixos conceituais de discussão.
a. Bagagem cultural e os fluxos migratórios. O Brasil é um país miscigenado, fruto da interculturalidade dos fluxos de migração, desde a época do seu descobrimento. As marcas estão nas feições das pessoas, na língua falada e escrita, nos hábitos e costumes, nos modos de fazer, nos objetos e nas habitações. Os museus-casas constituem espaços ricos dessa memória de vidas humanas, considerando que esses ambientes, outrora habitados, evocam histórias individuais e coletivas, articuladas na relação entre a casa, as coleções e os personagens, em seus distintos tempos. Considerando que os acervos representam, muitas vezes, o legado de grupos humanos, de grande simbologia para as comunidades, como essa herança é apresentada e como ela pode fazer a diferença nos tempos atuais?
b. Escolhas: o que lembrar e o que esquecer? Nesses espaços, cada porta aberta revela um universo de acontecimentos que vão além das questões de gosto e da dinâmica cotidiana de quem ali um dia viveu, incluindo relações culturais, afetivas e de poder. O que revelar ao visitante é, portanto, um grande desafio, pois envolve a exteriorização de aspectos da vida privada dos personagens, algumas vezes conflitantes com sua imagem pública. Como os museus-casas enfrentam os desafios de contar essas histórias?
Esta 11ª edição do evento dialoga com o tema proposto pelo Conselho Internacional de Museus – ICOM para 2017, “Museus e histórias controversas: dizer o indizível em museus”, que propõe ações de mediação da paz e de diálogo entre os povos. Enquanto testemunhos materiais e imateriais da vida em sociedade, os museus-casas estão no centro desse debate, apresentando-se como importantes espaços de interlocução, minimizando barreiras de compreensão entre as pessoas.
fonte:http://www.acervo.sp.gov.br/encontro2017_.html

Inscreva-se aqui
Inscrições gratuitas até 25 de maio. Vagas Limitadas. * Inscrições sujeitas à seleção, divulgação dos selecionados em 26 de maio 2017