Bem Vindo

sexta-feira, 12 de julho de 2013

Odontologia: Formandos em Sobral fazem manifestação pacífica reinvindicando melhorias em laboratórios de estudos.



Odontologia  ou medicina dentária  é a área da saúde humana que estuda e trata o sistema estomatognático - compreende a face, pescoço e cavidade bucal, abrangendo ossos, musculatura mastigatória, articulações, dentes e tecidos. Em Portugal, a Medicina Dentária é um segmento independente, tal como no Brasil é a Odontologia. Cirurgião-Dentista é a denominação dada a estes profissionais no Brasil; em Portugal, os licenciados em Medicina Dentária designam-se Médicos Dentistas. Por saúde oral, entende-se a ausência de doença estomatológica, bem como a correcta função, estabilidade e até mesmo estética de todo o sistema estomatognático. É hoje certo e sabido que a saúde oral tem sérias implicações na saúde humana, sendo as duas indissociáveis.
A formação inclui disciplinas das áreas de saúde e ciências biológicas, como anatomia, patologia, fisiologia, histologia, microbiologia, imunologia e bioquímica. As matérias profissionalizantes incluem radiologia, materiais dentários, dentística, endodontia, periodontia, cirurgia bucomaxilofacial, próteses, odontopediatria e ortodontia. No segundo ano o aluno começa a treinar restaurações e demais procedimentos em aulas práticas de laboratório, utilizando um manequim odontológico. A partir do terceiro ano o aluno passa a atender pacientes na clínica da faculdade. O curso dura em média 5 anos, chegando a 6 em algumas faculdades. É obrigatória a apresentação de um trabalho de conclusão de curso.
 Fonte:http://pt.wikipedia.org/wiki/Odontologia

Programa Mais Médicos

Os médicos brasileiros e estrangeiros interessados em participar do Programa Mais Médicos, lançado pelo Governo federal na terça-feira passada, já podem inscrever-se por meio de um site específico do Ministério da Saúde (http://maismedicos.saude.gov.br). Para isso, os profissionais terão de preencher um cadastro informando, entre outros dados, a nacionalidade, o país de formação e a instituição em que concluíram a graduação.

A quantidade de vagas disponíveis só será conhecida a partir da demanda apresentada pelos municípios, que terão até o dia 22 deste mês para aderir ao programa, também por meio do mesmo site disponibilizado pela pasta. As prefeituras deverão indicar a quantidade de profissionais de que precisam e apontar as unidades de saúde que têm capacidade instalada para atuação dos médicos.

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, ressaltou ontem que, para a primeira chamada, os profissionais devem preencher o cadastro até o dia 25. A expectativa é que os primeiros profissionais do programa comecem a atuar a partir de setembro.

video
Video: TV Verdes Mares  sempre informando a comunidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.